Destaques

AMY LEE DO EVANESCENCE REVELA TURBULÊNCIA PESSOAL ATRÁS DO SUCESSO DE FALLEN

A vocalista do Evanescence, Amy Lee, revelou que o sucesso da estréia da banda em 2003, Fallen, foi ofuscado por medos e pela saúde de seu irmão.
Em uma entrevista exclusiva com a Kerrang !, Lee fala sobre sua vida pessoal durante a ascensão da popularidade de sua banda após o lançamento do single Bring Me To Life.

"Minha vida tem sido tão cheia de extremos", diz Amy. “É difícil resumir como era quando tudo acontecia, porque estava acontecendo rápido, mas havia muita coisa acontecendo ao mesmo tempo. Eu tive grandes tragédias na minha vida e grandes vitórias também. Mas na época a primeira música, Bring Me To Life, chegou ao número um no Reino Unido, e a próxima música [Going Under, que alcançou oitavo lugar no Reino Unido] ... Tudo estava acontecendo e nós estávamos no GRAMMYs. "
“Aquele ano inteiro, tanto quanto maravilhoso, ao mesmo tempo, meu irmão Robby estava fazendo uma cirurgia no cérebro e encarando o fato de que ele poderia nunca estar bem”, ela continua. “E minha família estava tão feliz e tão animada por mim, e eu percebi que havia muita turbulência dentro da banda nos bastidores daquela época. Havia tanta coisa acontecendo. Foi maravilhoso e também assustador, e muita aprendizagem aconteceu. Eu sou grata por tudo isso. De certa forma, estou muito mais feliz por estar onde estou agora do que onde estava naquela época. ”

A Tour Synthesis Live do Evanescence já saiu em DVD e Blu-ray.

Você pode ler a entrevista completa na Kerrang !, desta semana, à venda agora.

Tradução:Deusas do Rock

The Dark Element: Musicas escritas,novo álbum em 2019!

''Uma atualização do próximo álbum The Dark Element do guitarrista / compositor Jani Liimatainen:

"Os shows com The Dark Element  acabou por um tempo. Eu pensei em dizer que eu teria as próximas três semanas de folga, mas esse não é o caso. Vou voltar para a prancheta antiga e escrever a última música que falta do próximo álbum. No mês que vem nós começamos com a bateria, e no ano que vem vocês podem ouvir nosso novo álbum. Estou realmente empolgado com o novo trabalho, mal posso esperar para gravar e lançar, e a maioria será tudo para tocar ao vivo ".''



Fonte:facebook.com/TheDarkElement
Tag : ,

Evanescence: Assista “Hi-Lo” ,“My Heart Is Broken” e “Lacrymosa” da Synthesis Live!

A banda liberou três vídeos das músicas “Hi-Lo” “My Heart Is Broken” e “Lacrymosa” que faz parte do novo DVD, Synthesis Live. A apresentação foi filmada inteiramente em 4K e conta com a participação de uma orquestra completa pela primeira vez. O show foi gravado no Casino Grand Theater do Foxwoods Resorts  nos Estados Unidos.

Synthesis Live tem estreia marcada para o dia 12 de Outubro e estará disponível em CD, DVD e Blu-Ray.

Floor Jansen: Cantora diz que a indústria da música mudou para melhor

Em entrevista ao Metal Wani (que você pode ver no final desta notícia), a cantora do Nightwish Floor Jansen disse acreditar que "as coisas realmente mudam constantemente e eu penso para melhor".

e como todas essas mudanças afetam a indústria da música:

"Eu acho que a música é consumida, do ponto de vista do produto, mais do que nunca. A comunicação musical é mais forte que nunca ".

"Isso é o que o sistema digital trouxe [..] Músicos sempre farão música - é como respirar - você fará de qualquer maneira. Mas eu concordo que a indústria está bastante doente por dentro e está mudando radicalmente, assim como tem feito nos últimos 20 anos ou mais ".

"Definitivamente na minha carreira, [a indústria da música] mudou constantemente e acho que para melhor, porque como antes, também não era bom".

A cantora do grupo de Melodic Metal continua:

"É um processo constante que eu realmente espero que melhore. E se você olhar para as vendas de discos, ficará muito triste, mas se você olhar para a venda de ingressos, ficará muito feliz. E se você ver o que está acontecendo na internet, é realmente ótimo. É só ... ainda há um pouco de anarquia ".


Fonte:todorock.com
Tradução:Deusas do Rock

Tarja Turunen: Cantora avalia covers de suas músicas feitas por fãs!

O site da metalsucks é um divertido cenário onde artistas renomados apreciam os vídeos de covers apresentados pelos fãs. Tarja avaliou alguns videos,veja abaixo: 
Na última seção da série, Tarja Turunen inspeciona como os fãs estão se saindo, por exemplo, o Nemo do Nightwish. O site parabeniza Tarja por se envolver com entusiasmo com o projeto e de bom grado avisou seus admiradores.

Fonte:soundi.fi

Floor Jansen: Assista o novo clipe da NORTHWARD ''While Love Died''

O projeto de hard rock de Floor Jansen (Nightwish) e Jørn Viggo Lofstad (Pagans Mind). O álbum de estréia auto-intitulado do NORTHWARD sai no dia 19 de outubro pela Nuclear Blast Records.

Tracklist:

1- While Love Died
2- Get What You Give
3- Storm in a Glass
4- Drifting Islands
5- Paragon
6- Let Me Out
7- Big Boy
8- Timebomb
9- Bridle Passion
10- I Need
11- Northwards


Encomende agora o seu: www.nuclearblast.de

Doro: Assista o novo clipe da Rainha "It Cuts So Deep"

A rainha do metal DORO lançou o clipe da musica "It Cuts So Deep" do seu mais novo álbum duplo ''Forever Warriors, Forever United''

Forever Warriors:
CD 1

01. All For Metal
02. Bastardos
03. If I Can’t Have You – No One Will
04. Soldier Of Metal
05. Turn It Up
06. Blood, Sweat And Rock ‘n’ Roll
07. Don’t Break My Heart Again
08. Love’s Gone To Hell
09. Freunde Fürs Leben
10. Backstage To Heaven
Bonus:
11. Be Strong
12. Black Ballad
13. Bring My Hero Back Home Again


Forever United:
CD 2

01. Résistance
02. Lift Me Up
03. Heartbroken
04. It Cuts So Deep
05. Love Is A Sin
06. Living Life To The Fullest
07. 1000 Years
08. Fight Through The Fire
09. Lost In The Ozone
Bonus:
10. Caruso
11. Tra Como E Coriovallum (instrumental)
12. Metal Is My Alcohol
Tag : ,

Doro Pesch: Cantora lança novo álbum ''Forever Warriors, Forever United''

»Forever Warriors, Forever United« - Foi lançado o tão aguardado novo álbum de estúdio da DORO.
A Rainha do metal liberou 25 (!) novas músicas, seu primeiro álbum duplo,sobre o mundo da música. Mas "Forever Warriors, Forever United" não é simplesmente um álbum duplo - são dois novos álbuns da DORO, que foi lançados como conjunto premium de 2 CD's e vinil.

Forever Warriors:
CD 1

01. All For Metal
02. Bastardos
03. If I Can’t Have You – No One Will
04. Soldier Of Metal
05. Turn It Up
06. Blood, Sweat And Rock ‘n’ Roll
07. Don’t Break My Heart Again
08. Love’s Gone To Hell
09. Freunde Fürs Leben
10. Backstage To Heaven
Bonus:
11. Be Strong
12. Black Ballad
13. Bring My Hero Back Home Again


Forever United:
CD 2

01. Résistance
02. Lift Me Up
03. Heartbroken
04. It Cuts So Deep
05. Love Is A Sin
06. Living Life To The Fullest
07. 1000 Years
08. Fight Through The Fire
09. Lost In The Ozone
Bonus:
10. Caruso
11. Tra Como E Coriovallum (instrumental)
12. Metal Is My Alcohol



Compre agora pelo site da: shop.napalmrecords.com
Tag : ,

MAYAN: Assista o novo clipe, “Dhyana”

A banda lançou o primeiro videoclipe do álbum “Dhyana”,assista abaixo:


Dhyana track list:

01. “The Rhythm Of Freedom”
02. “Tornado Of Thoughts – I Don’t Think Therefore I Am”
03. “Saints Don’t Die”
04. “Dhyana”
05. “Rebirth From Despair”
06. “The Power Process”
07. “The Illusory Self”
08. “Satori”
09. “Maya – The Veil Of Delusion”
10. “The Flaming Rage Of God”
11. “Set Me Free”

DHYANA iluminará seu espírito (Será lançado) em 21 de setembro de 2018 via Nuclear Blast.
Tag : ,

Top 25 Melhores Vocalistas Femininas do Metal

A pesquisa de semana passada mostrou que as pessoas da comunidade do UG discutiam sobre as melhores vocalistas femininas do metal. Com base nos votos e quase 300 comentários, eles resumiram as melhores no Top 25.


25. Kobra Paige (Kobra And The Lotus)
Começando a lista desta semana está Kobra Paige, a vocalista da Kobra e da Lotus. Ela também se juntou ao projeto Metal All Stars em 2014.



24. Anna Murphy (Eluveitie, Cellar Darling)
Em seguida está Anna Murphy, de Cellar Darling, também conhecida como a antiga cantora da banda de folk metal Eluveitie. Além de ser uma das vozes mais interessantes do metal, ela toca flauta e musica pesada.


23. Marcela Bovio (Stream Of Passion) Marcela não só trabalhou com várias bandas e projetos em seu passado - como Stream of Passion, Ayreon, MaYaN e VUUR - mas também é professora de canto e violinista. Definitivamente uma das mulheres mais talentosas do metal.



22. Myrkur
Você raramente se depara com um músico tão versátil. Além de seu material black metal, Amalie Bruun - conhecida como Myrkur - canta folk nórdico e até mesmo música pop. É como ter três cantores diferentes em uma pessoa. Além disso, ela sabe como tocar o Nyckelharpa.



21. Jarboe (Swans) Conhecida por seu trabalho em Swans nos anos 80 e 90, Jarboe também fez algumas coisas de metal aqui e ali. E, honestamente, ela é muito boa nisso.



20. Elize Ryd (Amaranthe) Elize é uma dos três vocalistas da banda sueca de power metal Amaranthe. Ela também ficou conhecida por seus vocais em Kamelot.



19. Otep Shamaya (Otep) Nosso próprio editor a indicou e comentou:
Você pode não gostar dela, mas não pode negar que seus vocais e carisma são únicos.



18. Charlotte Wessels (Delain)
Aqui está outro ótimo exemplo de um vocalista diversificado. É a música sinfônica de metal e sua banda Delain pelas quais Charlotte é conhecida, mas ela também é treinada em canto clássico e jazz.



17. Laura Pleasants (Kylesa)
Se você gosta de coisas psicodélicas, certamente vai amar Laura Pleasants of Kylesa.



16. Anette Olzon (Nightwish, The Dark Element)
Por que há tantos grandes músicos de metal da Escandinávia? Dos 2.000 vocalistas que fizeram o teste para o Nightwish em 2007, Anette Olzon foi quem assumiu o trono de Tarja Turunen. Ela ficou com a banda até 2012.



15. Maria Brink (In This Moment)
Maria Bink é o que faz In This Moment uma banda tão única. Ela também apareceu em várias outras gravações, incluindo músicas de Five Finger Death Punch, Halestorm e Papa Roach.



14. Brittney Slayes (Unleash The Archers)
Sem compromissos e direto ao ponto, o heavy metal melódico é o que Unleash the Archers faz. Eles são movidos pela voz da magnífica Brittney Slayes.



13. Chelsea Wolfe
Raramente você ouve escuridão combinada com uma voz tão terna e bela. Ela tem escrito sua própria música desde os 21 anos e lançou cinco álbuns de estúdio até agora.



12. Sharon den Adel (Within Temptation)
Sharon começou a se apresentar com 14 anos de idade. Em 1996, ela formou Within Temptation com o guitarrista Robert Westerholt, a banda de metal sinfônico que ela lidera até hoje.



11. Doro Pesch (Doro, Warlock)
Doro é uma das primeiras mulheres a liderar uma banda de metal. Durante a década de 1980, ela foi ativa com Warlock e mais tarde continuou a trabalhar como músico solo. Ela é amplamente conhecida como a Rainha do Heavy Metal.


10. Tarja Turunen (Nightwish)
Foi a voz operática, precisa e poderosa de Tarja que ajudou o Nightwish a alcançar seu sucesso mundial. Apesar de ter anos desde que ela se separou de sua antiga banda, muitos dos fãs ainda gostam mais da sua época. Você não pode culpá-los, apenas a ouça cantar.



9. Simone Simmons (Epica)
Vindo da Holanda, Simone Simons é a vocalista do Epica. Ela também é conhecida por suas colaborações com Kamelot, Angra e Arjen Lucassen. Sem dúvida uma das vozes mais distintas no metal hoje.


8. Lzzy Hale (Halestorm)
Amo aquele tom "grave" de sua voz. Eu sempre achei que ela soaria incrível na frente de uma banda de blues / rock clássico com um tipo de som de Black Crowes.


7. Amy Lee (Evanescence)
Não havia nenhuma banda como Evanescence na cena do metal no momento em que surgiram. Ao longo dos anos, o som deles evoluiu e os vocais de Amy Lee parecem ficar cada vez melhores.


6. Cristina Scabbia (Lacuna Coil)
Não há como evitar mencionar Christina Scabbia, da Lacuna Coil, em uma lista como essa.


5. Tatiana Shmaylyuk (Jinjer)
As habilidades brilhantes de Tatiana, alcance vocal e capacidade de cantar em vários estilos é o que a colocou tão no topo da lista.


4. Angela Gossow (Arch Enemy)
O trabalho de Angela no Arch Enemy preparou o caminho para todas as bandas de metal extremo de fachada feminina.



3. Anneke van Giersbergen (The Gathering, Agua De Annique, The Gentle Storm e VUUR)
Anneke participou de vários projetos ao longo dos anos, como The Gathering, Agua De Annique, The Gentle Storm e VUUR. Ela também tem sua carreira solo de sucesso. Ela foi treinada como vocalista clássica e jazz e uma de suas principais influências é a lendária Ella Fitzgerald.


2. Alissa White-Gluz (The Agonist, Arch Enemy)
Depois que Angela decidiu deixar Arch Enemy, ninguém achou que a banda iria encontrar um substituto adequado. No entanto, Alissa provou ser mais do que apenas uma substituta. Se você alguma vez conseguir ver o Arch Enemy ao vivo, certifique-se de fazê-lo. O desempenho de Alissa é de cair o queixo.


1. Floor Jansen (Nightwish, After Forever, ReVamp)
Acima de tudo, é ótimo ver todas as vocalistas do Nightwish nessa lista. E não é surpresa que uma delas esteja no topo. Floor Jansen se juntou à banda em 2013 e gravou um álbum com eles, "Endless Forms Most Beautiful" de 2015. Apesar do fato de que o Nightwish era mais conhecido por Tarja, Floor conseguiu o respeito de todos os fãs.
Uma vencedora definitivo da lista desta semana.




Menções honrosas:

Candace Kucsulain (Walls of Jericho)

Julie Christmas (Made Out of Babies, Battle of Mice)

Vibeke Stene (Tristania)

Fernanda Lira (Nervosa)

Morgan Lander (Kittie)

Katarina Lilja (Therion)

Sarah Jezebel Deva (Cradle of Filth)

Lacey Sturm (Flyleaf)

Amber Valentine (Jucifer)

Lucia Cifarelli (KMFDM, Drill)

June Park (Clandestine)

Caro Tanghe (Oathbreaker)

Liv Kristine (Theatre of Tragedy, Leaves' Eyes, Midnattsol)

Sabina Classen (Holy Moses, Temple of the Absurd)

Monika Pedersen (Sirenia)

Simone "Som" Pluijmers (Cerebral Bore, Your Chance to Die)

Melissa Ferlaak (Visions of Atlantis, Aesma Daeva)

Laure Le Prunenec (Rïcïnn, Igorrr, Öxxö Xööx, Corpo-Mente)

Kuroneko (Onmyo-Za)

Jill Janus (Huntress)

Karyn Crisis (Crisis, Ephel Duath, Gospel of the Witches)

Ailyn (Sirenia)

Heidi Parviainen (Amberian Dawn)

Morgan Lacroix (Mandragora Scream)



Fonte:www.ultimate-guitar.com
Tradução: Deusa do Rock

Liberation Fest Tour 2018: Arch Enemy fará 5 shows no Brasil,veja as datas e informações de vendas!

A produtora Liberation anunciou as datas dos shows da turnê da banda de Thrash Metal alemã KREATOR e Arch Enemy.
Mias informações sobre os shows serão anunciadas nos próximos dias.

9/11/2018 - Opinião, Porto Alegre
Tickets: http://www.blueticket.com.br

11/11/2018 - Armazem, Fortaleza
Tickets: https://www.clubedoingresso.com

14/11/2018 - Studio 5, Manaus
Tickets: https://www.clubedoingresso.com

16/11/2018 - Circo Voador, Rio de Janeiro
Tickets: http://www.tudus.com.br

17/11/2018 Audio, São Paulo
Tickets: https://www.ticket360.com.br


AMERICA LATINA 2018
Tickets: www.archenemy.net/tour

26/10/2018 - Knotfest, Bogotá, Colombia
31/10/2018 - Movistar Arena, Santiago, Chile
02/11/2018 - Arena Ciudad, Mexico City, Mexico
04/11/2018 - Peppers, San José, Costa Rica
08/11/2018 - Luna Park, Buenos Aires, Argentina
09/11/2018 - Opinião, Porto Alegre, Brazil
11/11/2018 - Armazem, Fortaleza, Brazil
14/11/2018 - Studio 5, Manaus, Brazil
16/11/2018 - Circo Voador, Rio de Janeiro, Brazil
17/11/2018 - Audio, São Paulo, Brazil

SIRENIA lançará álbum 'Arcane Astral Aeons' em outubro!

Os mestres nórdicos do metal SIRENIA lançarão seu novo álbum, "Arcane Astral Aeons", no final de outubro pela Napalm Records. A continuação do "Dim Days Of Dolor" de 2016 marca o segundo LP da banda para apresentar a vocalista francesa Emmanuelle Zoldan, que substituiu a cantora espanhola Ailyn Giménez García há dois anos.

O guitarrista do SIRENIA, Morten Veland, comentou: "Estamos muito satisfeitos em apresentar a arte do nosso novo álbum, 'Arcane Astral Aeons'. Mais uma vez trabalhamos com o designer Gyula Havancsák para criar uma obra de arte que transmita e alegre o coração e alma de nossa música. .

"O álbum foi gravado nos estúdios Audio Avenue (Noruega) e Sound Suite Studios (França), enquanto a mixagem e masterização ocorreram em Hansen Studios (Dinamarca) com o engenheiro de mixagem Jacob Hansen.

"Este álbum é algo único para nós, pois é o primeiro que fizemos junto com nossos fãs; todos que apoiaram nossa campanha de contribuição, contribuíram diretamente para o financiamento do álbum e para torná-lo o que acabou sendo."

"Estamos muito orgulhosos do que alcançamos juntos e estamos muito ansiosos para compartilhar com vocês, esperamos que todos vocês achem isso tão especial quanto nós."




Fonte:www.blabbermouth.net
Tradução: Deusas do Rock
Tag : , ,

Amy Lee: Cantora fala sobre a maternidade,"Synthesis"


A lógica poderia ter sugerido que, quando a líder do Evanescence, Amy Lee, tivesse seu primeiro filho, um filho chamado Jack, há três anos, que a maternidade significaria que ela voltaria para a música até certo ponto.
Afinal de contas, criar um bebê é um esforço importante e demorado para si mesmo, e ser pai ou mãe obriga a mudar as prioridades e a vocação de uma pessoa para a vida familiar.

Para Lee, tornar-se mãe teve o efeito oposto, desencadeando um novo nível de inspiração musical e abrindo caminho para o novo e único álbum do Evanescence, "Synthesis", e uma turnê ambiciosa para apoiar o álbum.

"Eu sempre quis ser mãe", disse Lee durante uma recente entrevista por telefone. "E é algo que eu honestamente penso ser, a coisa mais linda que eu já experimentei. Isso abriu meu coração de uma forma que eu não esperava. Assim como grande parte da minha atenção, tanto do meu foco (que a maternidade ocupa), ele realmente me inspirou. Eu sinto mais sentimentos. Eu penso diferente. Há uma nova perspectiva para tudo na vida desde o Jack. E eu não estava preparada para isso. Você não pode se preparar para isso. Então isso realmente me fez querer voltar ao trabalho. Eu estava gravando quando estava grávida. Eu lancei "Aftermath" depois que Jack nasceu. E depois fui fazer um disco infantil.

Aftermath foi o álbum da trilha sonora do filme de Mark Jackson, War Story. Lee foi contratada para contribuir com a trilha sonora do filme juntente com seu amigo, Dave Eggar, que havia sido recrutado para o projeto por Jackson.
"War Story" cumpriu uma ambição de longa data para Lee: compor para o cinema. Foi o primeiro de vários projetos que ela realizou depois de colocar o Evanescence em hiato no final de 2012, após o ciclo de turnê para promover seu terceiro álbum, um lançamento de 2011 auto-intitulado.

Ela poderia ter começado a compor mais cedo se o Evanescence não tivesse aparecido primeiro.

“Eu estava na escola estudando composição e meu principal plano era realmente estudar música de verdade e me tornar compositora, ser como David Campbell, fazer música para filme”, Lee disse: “É o que eu sempre quis fazer. E então a banda (Evanescence) assinou e decolou e eu acabei fazendo isso em tempo integral, o que foi maravilhoso. Eu sinto que estou chegando a um ponto em minha carreira onde estou realmente vivendo os dois sonhos: é fantástico!
Eu sinto que posso ser mais dinâmica e estar sempre aprendendo. Isso é o que me emociona a sempre ser desafiada a fazer mais. ”


O Evanescence acabou fazendo muito mais do que apenas conseguir um contrato de gravação. Formado pela cantora e pianista Amy Lee e o guitarrista Ben Moody em Little Rock, Arkansas em 1995, o grupo viu a vida mudar radicalmente quando seu álbum de estreia em 2003, "Fallen", decolou com as canções "Bring Me to Life" e "My Immortal". 
O álbum acabou vendendo 17 milhões de cópias e ganhou o Grammy Awards em 2004 para Melhor Performance de Hard Rock (por “Bring Me to Life”) e Artista Revelação.
Desde a saída de Moody, em 2003, houve tropeços na estrada para o Evanescence e mudanças adicionais de intetrantes fizeram com que Amy trouxesse três novos músicos - o baixista Tim McCord, o baterista Will Hunt e o guitarrista Troy McLawhorn - antes do início da turnê do popular álbum de 2006, “The Open Door”, completando a formação. (A formação atual também inclui a guitarrista Jen Majura.)

Essa formação fez o mais recente álbum de estúdio do Evanescence, um álbum auto-intitulado de 2011, mas não sem algumas dificuldades. Ao longo do caminho, a banda mudou de produtor e deu um tempo na gravação para ajudar a recuperar seu ritmo criativo.
Depois de encerrar as turnês do álbum “Evanescence”, a banda entrou em um hiato aberto, o que levou a especulações sobre se o Evanescence continuaria sendo uma banda.

Acontece, no entanto, que o tempo longe do Evanescence deu a Lee uma chance de não só começar sua família com o marido Josh Hartzler, mas esticar suas asas artisticamente e eventualmente confirmar para si mesma que o Evanescence é uma fundação vital em sua vida musical.
Claro, havia o trabalho da trilha sonora de Lee, não apenas em “War Stories”, mas também no curta “Indigo Grey: The Passage”, bem como na música “Speak To Me”, que serviu como tema final do título o filme "Voice from the Stone".

Lee também viu um projeto familiar casual se transformar em um álbum infantil, "Dream Too Much", que foi lançado pela Amazon em 2015. O projeto deu a Lee a oportunidade de cantar com seu pai, um músico e DJ de rádio de longa data.

"É lindo ouvir meu pai cantar daquele jeito", disse Lee. "Como eu nunca vou perder isso. Teremos isso para sempre e eu percebo o quanto isso é precioso.

Junto com esses projetos, Lee redescobriu sua paixão pelo Evanescence. ("Eu, naturalmente, volto para o Evanescence porque realmente é quem eu sou. É realmente profundo dentro de mim", disse Lee.) O grupo voltou aos olhos do público com alguns shows em 2015, seguido por uma turnê pelos EUA em 2016.

Tradução: Deusas do Rock

Alessia Gasparrini lança videoclipe “Lithium” cover do Evanescence!

Alessia Gasparrini, jovem cantora de Borgo San Lorenzo, publicou recentemente no Youtube seu primeiro videoclipe de estreia tocando um cover do Evanescence. Um rock gótico, escrito por Amy Lee. O tema da canção, revisado e reinterpretado por Alessia, é o de um conflito interno entre dor e felicidade, dor e quietude; um dualismo que é representado no final do clipe pela mudança de cor de suas roupas. Alessia completou 18 anos, estudante do quinto ano de serviço social Chino Chini, herdou a paixão de cantar de sua avó. Após a reflexão de Alessia em seu álbum de estréia:

Eu gravei essa música "Lithium" do Evanescence por cerca de um mês e meio. A escolha da musica foi aleatória, na verdade, no dia em que reservei o estúdio de gravação (Studio Seventy 77 - Luca Fanti) eu ainda não havia decidido a música para cantar e confiei no destino e abri o caderno de anotações de textos. No final a escolha acabou sendo excelente, considerando o excelente resultado produzido pelo diretor Mirko Pieri, com quem já havia colaborado no vídeo do meu primeiro single "i’m sorry for you" em colaboração com Lorenzo Forti .
A ideia e a realização do vídeo de Lithium foi todo o trabalho de Mirko que eu nunca vou deixar de agradecer pelo maravilhoso trabalho, também no vídeo alguns alunos da escola de vale da musica assim como amigos e companheiros de banda (Francesco Nati, Massimiliano Parisi ) e Fabio Lombini) e depois a minha irmã (Ilaria Gasparrini). Eu também tenho um agradecimento especial a eles, pois eles colaboraram para fazer o vídeo, apesar de ser um dia quente e foi o único dia de folga.
Gravei esse vídeo porque uma das minhas maiores ambições, se não a maior, é poder entrar na música porque foi a música que me deu força para superar certos momentos difíceis da minha vida e eu gostaria de fazer o mesmo para as pessoas, ajuda-las em momentos difíceis com a minha música.
E essa música parece um bom cartão de visita. 

Tradução:Deusas do Rock

Entrevista Exclusiva com Gabi Rox da Athos 2


Linda, carismática e dona de uma voz belíssima. Hoje conversamos com Gabi Rox, da Athos 2, que nos conta um pouco sobre seu maravilhoso trabalho de evangelização através do rock. Confira agora essa entrevista mais do que especial:
Leia a entrevista ouvindo o som da Athos 2 no Spotify:




📸 Instagram Athos 2
📸 Instagram Gabi Rox

1 - Primeiramente, é um enorme prazer estar falando com alguém tão talentosa! Quando você começou a cantar profissionalmente?
R: Olá Sara! Eu fico muito agradecida pela admiração.p
Então eu sempre gostei de cantar desde criança, fiz algumas apresentações em igrejas pequenas na época que tocava violão, e comecei a investir em canto de forma profissional no início desse ano. Raffa (meu noivo e guitarrista da banda) via potencial em mim e me incentivou muito. Dessa forma as coisas foram acontecendo e me tornei  vocalista da Athos.

2 - Quais são suas influências musicais e suas bandas preferidas?
R: Bom, de influências, acredito que Hayley Williams (Paramore) Amy Lee (Evanesence).
Bandas favoritas são muitas! Mas em destaque tenho 5: Oficina G3, For Today, Stryper, Skillet e P.O.D.


3 - As pessoas tem o tabu de que quem faz parte do rock cristão está limitado apenas a ouvir, participar das coisas do meio. Como você lida com isso? Continua indo a shows normais?
R:  Isso sempre acontece. Cada um tem um jeito de pensar e lidar com essa situação. No meu caso, acho super normal escutar músicas que não sejam cristãs (desde que não firam de alguma forma minha moral ou crença). Já fui em shows não cristãos, mas particularmente prefiro  frequentar os do nosso meio, me sinto mais ‘’em casa’’.

4 - Como foi sua reação ao ser chamada para integrar a Athos 2 como vocalista?
R:  No começo achei loucura! Não fazia ideia de como seria. Por morar longe dos outros integrantes, e quase não ter experiência, isso me assustou.
Mas com muita conversa, oração, disciplina e força de vontade, hoje eu tenho a certeza que encontrei o meu lugar.

5 - Como foi o processo de criação dos novos singles da banda? Podemos esperar um novo EP ou até mesmo um álbum?
R:  Então, o Raffa fazia várias composições e sempre me mandava em primeira mão para conferir, uma certa vez , me perguntou se eu gostava de escrever, e se poderia, criar uma letra para uma de suas composições . eu topei, e daí surgiu a música ‘’Volta’’. A galera curtiu muito e demos prosseguimento a outras, lançando assim nosso EP composto por 3 faixas. Temos mais músicas  prontas, e temos planos de lançar um álbum.


6 - Qual é sua música favorita de cantar? Aquela em que vc se sente profundamente conectada?
R: Poxa, é difícil de dizer, todas tem algo de especial pra mim. Mas a minha queridinha sempre vai ser ‘’Volta’’, essa canção me impacta toda vez que canto, tem uma melodia linda, uma inspiração me leva para os braços de Deus.

7 - O Rock cristão é um meio interessante de convidar os jovens a conhecer a Deus, e tem sido algo bem inovador. Falar de Deus aos jovens ainda é difícil? Por que?
R:  Sim! O Rock é um presente de Deus pra nós, e usamos isso pra levar a palavra dele a todo coração.
As vezes enxergamos um tipo de resistência por parte de algumas pessoas que simplesmente não gostam de Deus. É difícil porque a maioria dessas pessoas leva algum trauma consigo, a respeito de uma imagem errada que têm de Jesus. É essa imagem que queremos quebrar! Queremos mostrar quem Deus realmente é, tirar da mente dessas pessoas as mentiras que muitos pregam por aí.

8 - Você possui um canal no YouTube e o conteúdo é interessantíssimo! Como você concilia banda, shows e canal? Como é sua rotina artística?
R: Olha, confesso que não é fácil, trabalho fora, cuido de casa e quase não tenho tempo pra nada. Tenho que me dedicar por completo, então, basicamente, finais de semana onde deveria descansar são voltados para ensaios, shows e gravação! 
Mas é algo que sempre quis fazer, adoro meu canal e minha banda. Essa correria toda se torna prazerosa porque amo o que faço.


9 - Se você pudesse mudar algo no cenário metal atual, o que seria?
R: Eu faria com que os grandes produtores investissem nos pequenos artistas. Muitas bandas acabam desistindo do sonho de tocar por não terem apoio nenhum. Inclusive, esse é um dos maiores objetivos do meu canal, dar voz aqueles que lutam pelo cenário do metal de hoje. Gastamos muito dinheiro em gravação e material, não é justo que isso não seja reconhecido e apreciado. Quando se tem talento, deve-se apoiar e investir. Ainda existem muitas, mas muitas pessoas acreditando em seu trabalho.

10 - Você é super estilosa e não tem medo de radicalizar no visual. Tem alguma referência de estilo?  Como definira seu estilo? 
R: Mais uma vez agradeço, nem acho que sou isso tudo haha. Acredito que não tenho uma referência específica de visual, apenas me olho no espelho e procuro achar algo que se encaixe com meu jeito de ser, algo que me faça sentir totalmente EU.

Gabi é noiva de Raffael Tavares guitarrista, compositor e um dos fundadores da Athos 2
11 - O que ainda falta conquistar na sua carreira? Qual seu maior sonho? 
R:  Acredito que tenho muito a conquistar para a Glória do nome de Jesus, comecei a pouco tempo  e creio que grandes coisas estão por vir.
Meu maior sonho é ver pessoas se rendendo a Jesus através do que pregamos. Esse é o nosso maior objetivo, levar o amor, a esperança, e a fé de que uma vida com Deus é a melhor escolha que você pode fazer. Cristo ama você incondicionalmente, ele te convida pra estar com Ele na Eternidade, você apenas precisa abrir a porta do seu coração e convidá-lo para entrar. <3

Deixe uma mensagem para todos os fãs que acompanham você e a Athos 2 nessa caminhada ❤️
R:  Eu sou grata a Deus pela vida de cada pessoa que nos acompanha e apoia de alguma forma. 
Contamos com vocês, vamos fazer o rock e a palavra de Deus chegarem a todos. Continuem ligados na gente, temos muuuita novidade pela frente.
Que Deus os abençoe!

Att Gabi Rox

Athos 2 estará em breve na Argentina, acompanhe as datas e não fique de fora:



Entrevista e matéria: Sara Ribeiro
Fotos: Arquivo pessoal

Sacrificed: Conheça o novo álbum da banda ''Enraged''

A Sacrificed vem se destacando com seu estilo peculiar no cenário nacional. Peso, riffs, melodias marcantes e um potente vocal feminino são os ingredientes que colocaram a banda, que está na ativa desde 2009, em destaque na mídia nacional e internacional, inclusive eleita como revelação pela revista Roadie crew.

Atualmente a banda trabalha na divulgação de seu segundo CD, ENRAGED

Heavy metal moderno com influência de bandas como Lacuna Coil, Amaranthe, In Flames, Evergrey, Trivium e Killswitch Engage. Vencedora do festival "Fundição Sônica 2009" na cidade de Cataguases. Já excursionou por todo o estado de Minas Gerais e São Paulo, além de compartilhar  o palco com grandes nomes do cenário nacional ( Claustrofobia, Shadowside, Bruno Sutter, Rosa Ígnea ) e internacional (Kamelot, Eluveitie, The Agonist, Blaze Bayley e Lacuna Coil).
Sacrificed é formada por Kell Reis (vocal), Diego Oliveira (Guitarras), Sergio Barbieri (Guitarras), Gabriel Fernando (Baixo) e Thales Piassi (bateria).
Tem seu debut CD, The Path of Reflections, lançado pelo selo Shinigami Records e na europa pela Heart of Steel Records.

- Copyright © Deusas do Rock -