Destaques


Veja a entrevista que a Tarja Concedeu ao Portal  Planetmosh.

Planetmosh: Seu novo álbum ao vivo, Act I será lançado em breve. O que fez você decidir fazer um álbum ao vivo?
Tarja: Depois de dois álbuns em estúdio achei que era a hora certa para um ao vivo. Eu já tinha material e experiência o suficiente pra isso. 

Planemosh: Por que você escolheu os shows na América do Sul?
Tarja: Argentina é minha 'nova' casa onde eu moro permanentemente há três anos. Sempre fui muito bem recebida como artista. Mas a decisão de filmar o DVD no "Teatro el Círculo" foi pela beleza do teatro. Me apresentei lá um ano antes com minha banda e me apaixonei pelo lugar.

Planetmosh: O título "Act I" sugere que você tem mais lançamentos similares planejados - Act II por exemplo-. Há planos definidos pela frente?
Tarja:Bem, eu realmente espero que depois de mais alguns álbuns em estúdio eu possa vir com meu segundo lançamento ao vivo, Act II. Isso seria maravilhoso!

Planetmosh: Como está o progresso do próximo álbum?
Tarja: A produção já começou. Gravamos a bateria e as guitarras por completo e no momento estamos trabalhando com as gravações do baixo. Os músicos são os mesmos que trabalharam comigo nos últimos anos. Estou muito animada com o progresso até o momento e em produzi-lo por mim mesma.

Planetmosh: Quando os fãs podem esperar para vê-lo lançado?
Tarja: Ainda não dá uma data de lançamento, mas espero ter tudo pronto até a primavera de 2013. Então o lançamento deve ser por volta de Agosto-Setembro de 2013 se tudo correr bem.

Planetmosh: Qual o processo de composição na banda - você mesma as escreve ou há colaborações?
Tarja: Eu escrevo minhas próprias músicas com meus guitarristas Alex e Julian. Eles participam muito mais do processo de composição do que qualquer um dos outros músicos. Também tenho outros compositores com quem gosto de trabalhar.

Planetmosh: Quais são as inspirações para as letras que você escreve?
Tarja: Minhas jornadas em geral são uma grande inspiração. O que eu vi e ouvi enquanto viajava e ouvia as histórias de pessoas que encontrava. Oceano e sol me inspiram muito a escrever e mesmo que seja difícil entender como consigo escrever músicas sombrias embaixo do sol, essa é a melhor maneira pra mim.

Planetmosh: Você tem um novo projeto - Beauty and the Beat. Parece uma combinação interessante - Você, o baterista Mike Terrana, um coral e uma orquestra é uma combinação interessante. Você pode nos contar um pouco mais sobre o projeto e o que os fãs podem esperar? Por exemplo, a música será clássica, rock ou uma mistura?
Tarja: Tivemos nosso primeiro concerto na Bulgária no ano passado e foi um grande sucesso. Nos apresentamos em um antigo anfiteatro para 4000 pessoas. O programa consiste em músicas puramente clássicas com batidas que as pessoas poderiam facilmente reconhecer e algumas das minhas próprias músicas com arranjos para coral e orquestra. Agora estamos agendando uma turnê mundial com o mesmo conceito começando em Abril de 2013. É incrivelmente divertido!

Planetmosh: Você anunciou duas datas na República Checa em 2013, essa turnê passará pela Europa? Haverão datas no Reino Unido?
Tarja: Queremos fazer quantos concertos forem possíveis. Os concertos acontecerão na Europa e na América do Sul. Infelizmente não posso te contar mais sobre isso já que nada é 100% certo.

Planetmosh: Se você se apresentar no Reino Unido, será apenas a data casual em Londres ou terão mais datas? Os fãs regulamente reclamam sobre bandas tocarem somente um dia em Londres e em mais nenhum local devido ao custo e a distância.
Tarja: Eu adoraria fazer uma turnê completa não somente no Reino Unido mas também na Irlanda. Mas vamos aos locais onde os promotores dos shows querem nos produzir. Eu sei que é difícil pras pessoas entenderem, mas se fosse por mim, eu poderia facilmente mencionar lugares que eu adoraria visitar, mas os produtores não estão interessados  o suficiente.

Planetmosh: Fazer turnês deve ser um tanto perturbador pra sua vida por ficar longe de casa por longos períodos. É difícil pra você lidar com isso?
Tarja: Eu gosto de estar em turnês no geral mesmo que em cada turnê chegue a um ponto em que você fica cansado. Você não pode evitar se cansar de viajar, não dormir bem, etc. Aquele cansaço muitas vezes vem junto com uma gripe e isso é o pior que pode acontecer com uma cantora. Pegar uma gripe e estar na estrada por muitos dias ainda cantando. é um pesadelo! De qualquer forma. Minhas turnês são muito organizadas, os hotéis e ônibus onde moramos na maior parte do tempo são ótimos e os shows são em belos locais então não sofro tanto quando estou na estrada. Na verdade, é o oposto. Mas se a turnê for longa, o lar é o lugar que você mais sente falta.

Planetmosh: Em turnê você fica mais tempo descansando e relaxando ou é um concerto quase todas as noites?
Tarja: Costumo fazer apenas dois shows um atrás do outro e então um dia livre. Dessa forma todos na banda podem descansar e ficarem mais saudáveis para mais. Nos meus dias de folga geralmente passeio e corro e faço umas visitas caso eu nunca tenha visitado o local. Compras também são sempre bem-vindas.

Planetmosh: Você tem que tomar precauções especiais com sua voz, particularmente em turnê?
Tarja: Há meses antes da turnê eu treino muito minha voz e meu corpo para ficarem em melhores condições para a turnê. É parte do meu estar diário em casa. Na estrada, faço meus exercícios de voz e respiração todos os dias, exceto nos dias de folga em que tento relaxar e até mesmo falar menos. Beber de 2 a 3 litros de água por dia é vital, comer bem e tentar dormir sempre que possível são as ferramentas. Não há nenhum outro segredo ou truques de mágica.

Planetmosh: Você trabalhou com vários artistas incluindo gravou duas músicas com a Doro. De quem foi a ideia para vocês trabalharem juntas? Você gostou de trabalhar com ela?
Tarja: Ela é uma pessoa maravilhosa e eu admiro sua carreira. Ela me pediu pra cantar uma música em seu novo álbum e eu achei que seria adorável tê-la cantando comigo em uma das minhas músicas. Então fizemos as duas colaborações ao mesmo tempo. Foi muito divertido mesmo que trabalhamos a distância.

Planetmosh: Suas vozes são muito diferentes - Foi um desafio escrever músicas que funcionaria com as duas vozes?
Tarja: Não acho que ela escreveu a música pensando na minha voz e nem eu. foi difícil pra mim cantar uma música que está fora do meu arranjo vocal ou não dentro do que costumo fazer nas minhas músicas, mas eu consegui! Lembro-me de Doro me falar exatamente a mesma coisa. Minha música foi difícil para ela, já que ela muito alta pro alcance dela. Isso é sempre um desafio quando você trabalha com outros cantores.

Planetmosh: Assim como rock, você também faz música clássica como seu projeto Harus. É difícil vocalmente variar entre os dois?
Tarja: Eu tenho que ter tempo o suficiente entre meus shows de rock e concertos clássicos para ter minha voz relaxada, mas depois de um concerto clássico posso imediatamente cantar em um show de rock. Da outra forma, não. O treino para concertos clássicos e pesado e consume tempo. Para shows de rock geralmente treino mais o meu corpo para ficat mais saudável nas turnês.

Planetmosh: Olhando para os covers dos seus álbuns e dos shows - Poison, Still of the Night, Living on a Prayer, Heaven is a Place on Earth, eu notei que todas são músicas dos anos 80. Esse é o tipo de música que você gosta de ouvir em seu tempo livre ou elas são escolhidas porque se encaixam bem em seus shows?
Tarja: Quem não ama os anos 80? Eu era muito influenciada pela música dos anos 80 quando era jovem e ouvia todas essas bandas e artistas naquela época. Agora estou tendo um ótimo momento com meus fãs tocando covers nos shows. Eles são um humor totalmente diferente no setlist e eu amo cantá-las.

Planetmosh: Você acha que haverá um momento em que você vai parar de cantar as músicas do Nightwish nos shows e apresentar somente seu material solo, ou você acha que seus fãs irão sempre querer ouvir você cantar as músicas daquela época?
Tarja: Talvez nas minhas próximas turnês irei tocar algumas músicas obscuras que a banda nunca ou raramente tocou ao vivo, só pra me divertir. Talvez nenhuma, talvez quatro. Para ser honesta, não penso muito nisso como você deve imaginar.

Planetmosh: Quando você compra música, você geralmente prefere e por que - CD ou downloads legais?
Tarja: Ainda amo comprar CDs. Tenho uma grande coleção de CDs em casa e ainda espero ter em mãos o álbum de um artista que eu gosto. Às vezes não é mais possível encontrar CDs em lojas, então acabo os comprando na em websites como o Amazon por exemplo. Sei quanto tempo leva planejar uma arte para o álbum, projetá-lo. É uma parte muito importante da produção de um álbum e eu amo essa parte. Sempre coloco muito amor e tempo em projetar a arte gráfica dos meus álbuns, então amo ter um álbum em mãos. 

Planetmosh: Qual foi o último álbum que você comprou?
Tarja: Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge

- Copyright © Deusas do Rock -