Destaques

Amy Lee não poupou energia e agitou o público em São Paulo:

Nem bem as primeiras batidas da bateria começaram e os fãs da banda Evanescence, já pulavam e gritavam animados na noite deste domingo (7), no Espaço das Américas, em São Paulo. Depois de passar por Rio de Janeiro - show que teve transmissão exclusiva do Terra - e Porto Alegre, a banda contou com um público variado na capital paulista, entre adolescentes vestidos de preto com corpetes e meia arrastão, e pais que acompanhavam os filhos. A histeria dos fãs e o calor da casa de shows resultaram em muito choro dos seguidores da banda de Amy Lee e diversos atendimentos na enfermaria após desmaios.
No palco, não menos empolgada do que nos shows anteriores, Amy Lee, vestindo um collant preto e uma saia de tule colorida, colocou os fãs para pularem ainda mais quando abriu o show com What You Want. Mostrando sua satisfação de estar à frente do público brasileiro, e querendo agradar, Amy Lee despertou histeria ao arriscar um português e agradecer a presença de todos com um "obrigado".

Os fãs acompanharam em seguida Going Under e The Other Side, cantando em alto e bom som junto com Amy. Aline Derenzi, 24 anos, que curte a banda "desde sempre" não deixou escapar uma letra. Entre momentos de empolgação e choro, ela não parou durante a apresentação. "Fui em todos os shows que eles fizeram aqui, se tivesse outro amanhã eu iria também", contou ela que foi acompanhada do namorado que não é nem de perto fã da banda como ela.

Movimentando-se pelo palco incansavelmente e balançando os longos cabelos negros, Amy Lee deu sequência ao show cantando Weight Of The World e Made Of Stone. Já no piano, no momento mais tranquilo do show, My Hearts Is Broken foi acompanhada com lágrimas pelo público. Bring Me To Life e Call Me When You're Sober deram mais gás ao publico que pulava e cantava desde o começo. Assim como nos demais shows realizados aqui no Brasil, a banda apresentou a inédita If You Don't Mind, que foi muito bem recebida. Para o público paulista uma surpresa, no bis, após ser chamada de volta ao palco por um coro de "Amy, Amy", gritado pelos fãs, acompanhado de palmas, saiu do set list a música Lacrymosa e entrou Disappear. My Immortal fechou o show, com uma chuva de papéis laminados. Junto com o baterista Will Hunt, Amy exibiu com orgulho uma bandeira do Brasil, antes de deixar o palco, enquanto Will jogava os pratos de sua bateria para o público.

Calor e desmaios

O calor a grande quantidade de público encheu a enfermaria do Espaço das Américas. Segundo o Corpo de Bombeiros mais de 50 pessoas passaram mal e foram encaminhadas para cuidados médicos, após desmaiar e sentir mal-estar. Bianca Alves, 19 anos, conseguiu assistir ao show inteiro, mas precisou ir até a enfermaria antes de ir embora. "Estava muito calor e as pessoas estavam se espremendo. Mas graças a Deus consegui assistir o show todo, foi lindo", disse ela que estava na fila desde as 10h.

- Copyright © Deusas do Rock -